Pessoa tropeçado na pedra

Imagina que você está caminhando e derrepente tropeça em uma pedra. O que acontece em seguida? A pedra o fará parar bruscamente, cair ou o impacto o afastará do caminho. Certo! Pedra de tropeço é uma metáfora,  utilizada para indicar que alguma coisa ou alguém está induzindo o outro a se desviar de sua jornada.


Mateus escreve que: Ao ouvir Jesus alertando sobre sua crucificação,  morte e ressurreição, Pedro o advertiu, afirmando que tal ato jamais aconteceria. Jesus o repreendeu chamando-o de pedra de tropeço: “– Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para fazer com que eu tropece, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa” (Mt 16:23). Pedro, influenciado por Satanás, tentou desviar Jesus de seu propósito, para fazê-lo tropeçar na sua jornada, neste momento Pedro foi uma pedra de tropeço para Jesus.


Veja também:


Assim sendo, “pedra de tropeço, é todo aquele ou aquilo, que cria obstáculos no relacionamento de uma pessoa com Deus, afastando-a de seu caminho, e consequentemente, a impedindo de avançar rumo à uma nova vida ao lado de Cristo para viver em pecado. Paulo, em sua carta aos Romanos, faz uma clara exortação sobre o tema: “Por isso paremos de criticar uns aos outros. Pelo contrário, cada um de vocês resolva não fazer nada que leve o seu irmão a tropeçar ou cair em pecado” (Rm 14:13).


Sabemos que ser cristão não é fácil, e para alguns, é demasiadamente regrado, consideram que são privados de algumas liberdades que o mundo oferece. “Mas, vede que essa liberdade vossa não venha a ser motivo de tropeço para os fracos” ( 1 Coríntios 8:9). De forma alguma, devemos usar nossas convicções para influenciar o outro a seguir a direção oposta a Cristo, induzindo-o ao pecado. Se  nossa liberdade estimula o outro a agir contrário às Escrituras Sagradas, está explícito que és uma pedra de tropeço na vida dele.


Por isso, precisamos pedir a Deus que sonde nosso coração e esquadrinhe nosso pensamento e nos conceda discernimento, para que possamos analisar minuciosamente nossas ações frente às pessoas. Essa deve ser uma atitude constante de cada um, questionar a si mesmo para viver como um cristão que aproxima o outro de Cristo e não aquele que afasta.

 "Ó Deus, examina-me e conhece o meu coração! Prova-me e conhece os meus pensamentos. Vê se há em mim algum pecado e guia-me pelo caminho eterno." (Salmos 139:23-24)


0 Comentários