E-book o Deus que destroi sonhos


Sonhos, objetivos, planos... quem não tem? Todos nós temos, e muitos, porém, nem sempre se concretizam, e então, ficamos frustrados. E daí, reclamamos, em alguns momentos até culpamos a Deus por não realizá-los, pois queremos que Deus os concretize, e pronto! Mas, Deus chega e destrói nossos sonhos. Como assim, destrói? Ele é um Deus que abençoa, porque exterminar com meus planos?



Bibo responde este questionamento em “O Deus que destrói sonhos”: “A reflexão central deste livro é apontar para a necessidade de reconhecer o senhorio de Cristo em nossa vida. Entender que somos escravos submetidos a uma missão que afeta tudo o que somos e fazemos.” Um diálogo sobre nosso verdadeiro relacionamento com Deus, nossa real motivação em buscá-lo. Afinal, muitos querem ter o Deus abençoador, mas, não estão dispostos a fazer e aceitar a vontade do Deus das bênçãos. 


“O ser humano não usa mais sua vontade para viver em harmonia com Deus e o próximo. Ele a usa para satisfazer seus anseios.”


“No fundo, o que queremos é um abençoador — e que não seja intrometido. Queremos servir a Deus do nosso jeito e com os nossos termos.”



A questão aqui é submissão a Deus. Se o próprio Jesus, que é o verbo que se fez carne, o filho unigênito do pai, o qual jamais pecou, submeteu-se a vontade de Deus: “ – Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice de sofrimento! Porém que não seja feito o que eu quero, mas o que tu queres.” (Mt 26:39), porque não deveríamos fazer o mesmo?


Acesse outras resenhas de livros edificantes:


Muitos estão distorcendo o verdadeiro significado das Escrituras, algumas igrejas transformaram o púlpito em um palco de distribuição de bênção e milagres, citando versículos aleatoriamente, ao invés de pregar todo o contexto, enfatizando apenas que Deus pode satisfazer todas as nossas necessidades. Sim, e ele pode! Se assim for a vontade dEle e não porque eu quero que Ele o faça. No entanto, há algo primordial, que é a obediência as Escrituras e submissão ao senhorio de Cristo, porém, não está sendo levado em consideração. 



“Jesus não busca fãs ou pessoas entusiasmadas com suas palavras, ele busca pessoas obedientes à sua missão. O discipulado exige renúncia.”



Assim, a obra aborda que ser um seguidor de Cristo exige renúncia de nossas vontades e sonhos que não condizem com a palavra de Deus. É entregar-se sem reservas como Jesus o fez no Getsêmane, é permitir que a vontade de Deus se cumpra em nossa vida, mesmo que não corresponda as nossas perspectivas, buscar a Deus pelo que Ele é, e não apenas, pelo que Ele pode nos proporcionar. Às vezes, Deus não nos concede o que tanto almejamos porque esse sonho, após realizado, poderá se transformar num pesadelo. 



O autor aponta, de forma clara e objetiva, as várias formas que são utilizadas quando decidimos requerer que Deus faça nossa vontade e realize os sonhos almejados. O cristão que vive correndo atrás de bênçãos, esquece que nosso objetivo é viver diariamente uma vida que agrade a Deus e engrandeça seu Santo nome. “Não estamos nesse mundo para que nossa vontade se cumpra no céu, mas para que a vontade de Deus se cumpra na terra”.



Este é um livro que instiga a reflexão de nossas ações como cristãos nesse mundo, de viver como discípulo que deseja seguir os passos de seu mestre. O desafio é que após ler “O Deus que destrói sonhos”, tenhamos coragem de dizer sinceramente: “Senhor seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” e viver alegremente com o que Deus escolheu para cada um de nós, pois, “sua graça nos basta”. Leitura recomendada!


Capa do livro o Deus que destrói sonhos

Sinopse: O Deus cristão não pode ser domesticado. Uma tentação constante que cerca a vida cristã é a inversão do chamado: a presunção de que Deus precisa abençoar o meu caminho e me seguir em meus planos e sonhos. Essa postura é enganosa e faz parecer que Deus só é fiel quando me abençoa. Mas e se Deus derrubar o meu sorvete, ele deixa de ser fiel? Claro que não. Às vezes, ele só quer chamar a minha atenção para o caminho certo. Eu já testemunhei gente adulta se comportando como criança por não ter a vida que pediu a Deus. Pediu errado! Neste livro, apresento o caminho do discipulado, o caminho para “sonhar” o que Deus já planejou.


Título: O Deus que destrói sonhos | Rodrigo Bibo | Editora: Thomas Nelson Brasil (1ª ed. 2021) | Gênero: Literatura Cristã | Páginas: 160 


0 Comentários