23 de abril Dia Mundial do Livro

Porque o dia mundial do livro é comemorado em 23 de abril?

Essa foi a data escolhida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1995, durante o XXVIII Congresso Geral, em Paris, por ser a data da morte de três grandes escritores da história: William Shakespeare, Miguel de Cervantes, e Inca Garcilaso de la Vega. Quem foram esses gigantes da literatura mundial?


William Shakespeare nasceu em Stratford, Inglaterra, no dia 23 de abril de 1564, coincidentemente, faleceu no mesmo dia e mês de seu nascimento no ano de 1616. Foi poeta, dramaturgo e ator, um dos mais importantes escritores ingleses e o dramaturgo mais influente do mundo. Escreveu 38 peças, dois poemas narrativos e 154 sonetos. Suas peças de teatro são conhecidas mundialmente: Hamlet, Romeu e Julieta, Rei Lear e Otelo.


Miguel de Cervantes Saavedra nasceu em Henares, Espanha em 29 de setembro de 1547, morreu em 23 de abril de 1616. Foi dramaturgo, romancista e poeta.  A sua grande obra, o romance Dom Quixote, está entre os livros mais vendidos do mundo. Teve uma grande influência castelhana e está entre os mais importantes escritores do universo literário.

 

Gómez Suárez de Figueroa, conhecido como Inca Garcilaso de la Vega nasceu em Cusco, Peru, em 12 de abril de 1539, morreu em 23 de abril de 1616. Foi escritor e cronista, filho do conquistador Sebastián Garcilaso de la Vega e da princesa inca Isabel Chimpu Ocllo. Sua obra mais conhecida é História general del Perú.


Você sabia que 23 de abril também foi a data escolhida para comemorar o dia do Direito Autoral?

O livro é um importante instrumento de propagação de conhecimento,  e o autor é a peça fundamental para que haja essa difusão cultural inesgotável, já que o livro é a materialização da criatividade da mente humana. Essa é uma data de extrema relevância, pois além de enaltecer a importância do livro, também, incentiva a leitura.



Qual o livro mais vendido de todos os tempos?

Livro Bíblia Sagrada

A Bíblia Sagrada (βιβλία, grego) de acordo com o Guiness Book, no ranking há mais de 50 anos, com mais de 5 bilhões de cópias vendidas. Já foi traduzido para mais de 2 mil idiomas e dialetos, defende -se que a King James é a versão mais fiel da bíblia em hebraico e grego. É um conjunto de 66 livros que está dividida em duas grandes partes, Velho e Novo Testamento, sendo 39 livros do Antigo Testamento e 27 do Novo Testamento.

O Velho Testamento está organizado em 5 grupos que são: Pentateucos, Históricos, Poéticos, Profetas maiores e Profetas menores. Já o Novo Testamento que significa “Nova Aliança ", está dividido em: evangelhos, livro histórico, epístolas (paulinas e gerais) e o livro profético, escritos originalmente em grego, entre 50 e 150 d.C.

Enquanto o Antigo Testamento está relacionado com Israel e a mensagem da Lei, o Novo Testamento está relacionado com Jesus Cristo, o tempo da graça, e seu foco principal é a salvação da humanidade. No início, os evangelhos narram a vida de Jesus e finaliza com as últimas profecias, contidas no livro de Apocalipse.


Com exceção da bíblia, você sabe quais são os livros mais vendidos do mundo? Neste post trouxe uma lista dos cinco primeiros colocados:


5. Harry Potter e a Pedra Filosofal – Harry Potter and the Philosopher's Stone – (1997) 

Livro Harry Potter

Com mais de 107 milhões de cópias vendidas, idioma original inglês, foi escrito por J. K. Rowling, é o primeiro dos sete livros da série Harry Potter. Narra a história de Harry, um órfão criado pelos tios, que descobre, no seu décimo primeiro aniversário, que é um bruxo.  Entra na Escola de Magia e o início da amizade com Rony Weasley e Hermione Granger.  




4. O Pequeno Príncipe – Le Petit Prince –  (1943) 

Livro O Pequeno Príncipe

Um clássico da literatura com mais de 140 milhões de cópias espalhada pelo planeta, traduzido para mais de 220 idiomas e dialetos. Foi escrito e ilustrado por Antoine de Saint-Exupéry quando estava exilado na América do Norte, durante a Segunda Guerra Mundial, idioma original francês. O livro conta as memórias vividas pelo próprio autor no Deserto do Saara. 



3. O Senhor dos Anéis – The Lord of the Rings  – (1954-1955)

Trilogia Senhor dos anéis

São mais de 160 milhões de cópias, traduzidos para mais de 40 idiomas. Escrito pelo britânico J. R. R. Tolkien, a ideias central era publicá-lo em um único volume, porém foi publicado, originalmente, em três volumes, e assim, se popularizou como a trilogia Senhor dos Anéis. O elemento central da saga é um poderoso anel, o qual tenta-se evitar que chegue às mãos do Senhor Sombrio.



2. Um Conto de Duas Cidades – A Tale of Two Cities – (1859)

Livro um conto de duas cidades

Um romance histórico do século XVIII, escrito por Charles Dickens, com mais de 200 milhões de exemplares vendidos. O livro narra correspondência entre os personagens entre os períodos da Independência americana até metade do período da Revolução francesa.



1.Dom Quixote – Don Quijote de la Mancha – (1612)

Livro Dom Quixote

Escrito pelo espanhol Miguel de Cervantes, o clássico da literatura espanhola já vendeu mais de 500 milhões de cópias, traduzidos para mais de 50 idiomas. O livro é estruturado em duas partes, a primeira maneirista, enquanto a segunda é mais barroca. O romance satírico narra as aventuras de Dom Quixote na companhia de seu fiel companheiro Sancho Pança

0 Comentários