Mulher com a mão na boca, pare de murmurar

“Ali, no deserto, todos eles começaram a reclamar[...].” Ex 16:2


Os Israelitas da época do êxodo, tinham o hábito  constante da murmuração, mesmo tendo presenciado a provisão do Senhor em diversas situações. Moisés conduziu o povo do Mar Vermelho para o deserto de Sur, caminharam por três dias até chegar em Mara e encontrar água, no entanto, era imprópria para o consumo, pois era amarga. Então, o povo reclamou: “O que vamos beber?” (Ex 15:24). Moisés clamou ao Senhor e a água amarga foi transformada em água pura para o consumo. 

No segundo mês, após terem saído do Egito, os israelitas chegaram ao deserto de Sim. E ali, mais uma vez murmuraram por comida: “Vocês nos trouxeram para este deserto a fim de matar de fome toda esta multidão” (Ex. 16:3). A cada dificuldade que o povo enfrentava, eles esqueciam das provisões anteriores realizada pelo Senhor. Eles tiravam os olhos do sobrenatural de Deus e caminhavam com o foco no problemas.

 

 Você já reparou que em muitos momentos somos iguais aos israelitas? Se temos uma casa, reclamamos porque a casa é pequena ou grande, por ter um emprego que trabalha demais, porque a comida é muito simples, a roupa não é de marca, enfim. Qualquer detalhes que se considera imperfeito vira motivo para a murmuração. Pensem em quem daria tudo para ter uma casa, emprego e alimento todos os dias. Troque a murmuração pela adoração! Seja grato a Deus por tudo que tens. 


Veja também:

 

 Entenda que,  todas as vezes que você reclama é contra  o Senhor que estás murmurando. O senhor ouviu as reclamações do povo e fez chover o maná do céu e cada um deveria juntar apenas o que fosse necessário para comer. “Cada um pegou exatamente o suficiente” (Ex 16:18).


Há momentos na vida em que temos abundantemente mais do que necessitamos, tudo o que fazemos dá certo, como se todas as bênçãos dos céus estivesse sobre nós. Quando isso acontecer alegre-se e agradeça. Mas, também há momentos em que temos apenas o suficiente para pagar as contas, para comer, para vestir. Nesse momento Deus está te ensinando a confiar nele diariamente “que ele suprirá todas as suas necessidades” (Fp 4:19). Deus espera que em vez de você ficar murmurando e lamentado por tudo o que não tem, agradeça por tudo que você já tem. E confie a ele todos os seus desejos, todas as suas necessidades. “Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido” (Fp 4:6).

 

 Quando murmuramos damos brecha para o inimigo agir em nossas vidas, pois com a fé enfraquecida, desacreditamos no poder do Deus do impossível. Todas as vezes que você murmura a sua situação muda? Suas contas são pagas, o dispensa fica cheia, o emprego aparece, a crise acaba? Evidente que não. Por isso, ao invés de perder tempo reclamando, ganhe tempo orando e adorando. A oração move o coração de Deus, quando a oração sincera sobe as bênçãos descem.  

0 Comentários