O livro, Educação de Surdos: A aquisição da linguagem de Ronice Müller de Quadros aborda o processo de desenvolvimento social, cultural e educacional do surdo. Propõe uma análise sobre as mudanças decorrentes do reconhecimento da língua brasileira de sinais, bem como a aquisição da língua portuguesa. Apresenta concepções de alguns pesquisadores, referente à aquisição da linguagem como meio de comunicação e integração da criança surda no ambiente familiar, escolar e na sociedade.

Partindo de uma explanação sobre os pontos principais do livro, primeiramente temos um embate com o bilinguismo, tendo como pressuposto que o surdo deve adquirir a Língua de Sinais, que deve ser considerada a L1 dos surdos, ou seja, sua língua materna e como L2, a língua oral utilizada em seu país. Essa proposta bilíngue pretende apreender esse direito, sendo que as duas não devem ser usadas simultaneamente para que suas estruturas sejam preservadas. Porém, a comunidade surda tem sua própria cultura, e a comunidade ouvinte tem a sua, devido a isso, uma proposta educacional não deve ser apenas bilíngue, mas bicultural, permitindo o acesso a criança surdo nas duas comunidades, o que será possível se docentes e surdos compartilharem dos mesmos ideais.

Num segundo momento, realiza-se um estudo sobre como a língua de sinais é apropriada para o desenvolvimento da linguagem e cognição da criança surda, facilitando assim o processo de aprendizagem, servindo de base para a leitura e compreensão do mundo. Suscitando reflexões sobre os métodos pedagógicas, e os critérios utilizados no processo ensino/aprendizagem que a escola almeja alcançar com o aluno surdo.

Na terceira parte do livro, descrevem-se os períodos linguísticos da criança surda, desde os primeiros balbucios até a integração social por meio da aquisição da língua de sinais, advertindo que existe um momento crítico para que essa aprendizagem aconteça, portanto, após esse período, obtém se um atraso no aprendizado devido às dificuldades que a criança encontra em absorver uma língua da qual não tem contado. A autora ressalta ainda, o quão importante é que a criança tenha contato com surdos adultos, pois a presença do adulto surdo origina benefícios quanto à proposta bilíngue. Pois a criança desenvolve raciocínios através do input, identificando técnicas na aquisição da língua.

A partir da análise destes estudos, observa-se que é imprescindível o domínio do código linguístico a fim de ter acesso ao lazer, aspectos sociais, culturais e educacionais, sendo que a acessibilidade dos surdos ainda é um desafio, pois  enfrentam dificuldades para conseguir realizar atividades simples do cotidiano, devendo sua cultura ser respeitada.

Dado o exposto, constata-se que, a obra Educação de Surdos: A aquisição da linguagem, utiliza vários métodos de coleta de dados, com resultados e análises claras, objetivas e de fácil compreensão, sendo de grande utilidade para estudantes e pesquisadores.

Título: Educação de Surdos: A aquisição da linguagem
Autora: Ronice Müller de Quadros
Editora: Artmed (1997)
Páginas: 126 

0 Comentários