Eu sou mesmo um cristão? É um livro que nos instiga a refletir se somos realmente cristãos legítimos ou apenas aquele que um dia disse: “Eu aceito Jesus como meu Senhor e Salvador.” Portanto, você não é cristão simplesmente porque diz ser cristão. Faz uma análise de textos bíblicos para que possamos realizar uma autoavaliação da nossa conduta como cristãos, e sabermos se estamos realmente na fé. Levando-nos a pensar em perguntas como: Porque você acha que não basta apenas dizer que é cristão? Você já examinou a sua vida alguma vez para averiguar se você é realmente cristão?

Então, o que significa ser cristão? Jesus deu essa resposta a Nicodemos em João 3:1-12, é necessário nascer de novo, portanto é imprescindível um renascimento espiritual, em que o cristão abandona a velha vida para viver uma nova vida ao lado de Jesus, em que o agir invisível de Deus nos transforma tornando visível em nossas atitudes. Então, como saber se sou nascido de novo?

Assim, você não é cristão simplesmente por gostar de Jesus, é necessário crer e ter fé nele, porque sem fé é impossível agradar a Deus... Precisamos nos aproximar sinceramente de Jesus, buscando conhecê-lo, pois não há como crer em algo que você não conhece, é nas escrituras que encontraremos as verdades que precisamos crer, devemos reconhecer que: somos pecadores,  Jesus é plenamente Deus e plenamente homem, Jesus nos salvou através de sua morte, Jesus ressuscitou, Jesus é Senhor.

O livro traz mais alguns pontos como:
Você não é cristão se curte o pecado, pois o pecado é incompatível com a identidade do cristão, não podemos permanecer conscientemente no pecado e deliberadamente nos manter nele. Portanto, como distinguir um verdadeiro cristão de alguém que se diz ser cristão, mas está enganado?

Você não é cristão se não perseverar até o fim, constantemente pessoas se afastam da fé, às vezes, despercebidamente. Caminha em direção oposta a cristo, mas continuam se classificando como cristãos, mas na prática deixaram de ser. O apego do verdadeiro cristão a Cristo não se dissipa. Então você é cristão ou alguém que faz uma falsa profissão de fé?

Você não é cristão se não amar as pessoas e também não é se amar as coisas. Amai ao próximo como a ti mesmo, é fácil amar a quem gostamos, mas como amar quem te fez mal? Outros sentem um amor exagerado pelas coisas a ponto delas serem mais importantes que cristo, vemos um exemplo claro disso numa conversa entre um jovem rico e Jesus (Lucas 18:22-25). Será que tem como realmente saber que sou cristão?

O livro “Eu sou mesmo um cristão?” é uma excelente obra que traz vários questionamentos e nos leva a realizar uma autoanálise de como éramos, como somos e como poderemos ser. Fazendo-nos rever conceitos e atitudes quanto à vida cristã e a questionar a trajetória ao lado de Jesus. Um livro pra ser lido pelo menos uma vez ao ano, porque incita a prática da mudança interior que se torna visível no exterior.

Título: Eu sou mesmo um cristão?
Autor: Mike Mckinley
Editora: Fiel (2012)
Páginas: 182


0 Comentários