Bendito é o homem cuja confiança está no senhor

"Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está. Ele será como uma árvore plantada junto às águas e que estende as suas raízes para o ribeiro. Ela não temerá quando chegar o calor, porque as suas folhas estão sempre verdes; não ficará ansiosa no ano da seca nem deixará de dar fruto". (Jr 17:7-8)

A confiança não deve ter como alicerce o otimismo em relação às nossas próprias habilidades, mas na paz interior baseada no poder da justiça de Deus em nós, pois a confiança em nós mesmos é uma segurança infundada, e de acordo com as escrituras, aqueles que confiam em suas próprias forças, beleza ou justiça devem ser considerados insensatos (Pv 28:26).

A verdadeira confiança deve ser embasada naquilo que o Senhor pode fazer, um relacionamento sincero com Deus gera tranquilidade, produzindo uma segurança duradoura que nos satisfaz plenamente.

Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. (Hb 10:35-36)

Quando confiamos no caráter de Deus e assumimos  um compromisso de fazer sua vontade e de nos tornarmos mais semelhantes a ele, temos uma vida transformada. Assim, como a  viúva, que não desconfiou, nem questionou o pedido estranho do profeta Eliseu, mas ouviu atentamente e não hesitou em agir conforme lhe foi ordenado e teve sua vida transformada pela demonstração miraculosa da providência de Deus, quando o pouco azeite que tinha multiplicou-se, sobremaneira, a ponto dela pagar as dívidas e ainda sobrar para sustentar seus filhos. (2 Rs 4:1-7)

No entanto, ela possuía algo que é fundamental na vida de todos, a presença de Deus em seu interior, que gerou nela a fé necessária para confiar no Deus que faz o inexistente passar a existir. E esta é a fé  que devemos ter, que “Deus é poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos" (Ef 3:20), para que tenhamos coragem ao enfrentarmos as complexidades deste mundo e confiança na providência divina.

Esta história é um exemplo do cuidado de Deus com seus filhos, a única coisa que a viúva precisou fazer para ser alvo da providência divina, foi confiar e obedecer. Portanto, confiança gera a certeza que "Tudo é possível àquele que crê” (Mc 9:23) e a obediência gera bênção, “Obedeçam ao SENHOR Deus, e ele lhes dará todas estas bênção...” (Dt 28 2-14).

O Deus de ontem, é o mesmo Deus de hoje, ele é imutável, os seus “olhos estão sobre os justos, e os seus ouvidos, atentos ao seu clamor” (Sl 34:15). Confie e descanse no Senhor, pois “nada é impossível para Deus".


0 Comentários