Foto do livro a garota do lago sobre uma mesa

Mas descobrir um segredo jamais é a chave. Descobrir porque um segredo é um segredo é o que leva a algum lugar.


A garota do lago de Charlie Donlea, foi uma das leituras coletivas, do mês de março, do Clube Leiturando com Chris (@leirurandocomachris). Um suspense, em torno de um assassinato. O livro intercala o presente, com a investigação da morte de Becca, e o passado, narrativa do fato.


Capa divulgação do livro A garota do lago

Sinopse: Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada. Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso. É logo se estabelece uma conexão íntima quanfo um vivo caminha nas mesmas pegadas dos mortos...E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado.


Em fevereiro de 2012, a pequena cidade do interior dos Estados Unidos, a pacata Summit Lake, é surpreendida com o assassinato da estudante Becca Eckersley. Uma garota jovem, de família influente. Estudava direito na Universidade George Washington, porém sua família possuía casa a beira do lago na pequena e tranquila cidade, local onde Becca resolveu passar um fim de semana para estudar. A cidadezinha é descrita como um lugar tranquilo, sem muitos acontecimento alarmantes, onde todos se conhecem, um lugar entre as montanhas a beira de um lago, bonitinha e aconchegantes. 


Sou desse jeito. Uma vez que um caso me fisga, só consigo pensar nele. E coisas que descobri sobre esse caso estão fazendo minha mente viajar a duzentos quilômetros por hora. E não consigo parar...[...] Parar de pensar a respeito de vida e morte e como tudo pode ser tirado de nós tão rápido. 


Leia também as resenhas:


Duas semanas, após a morte de Becca, a jornalista Kesley Castle é enviada para Summit Lake, com a incumbência de desvendar os fatos em torno da referida morte e publicar um artigo. No entanto, não se esperava que haveria tanto mistério e grandes segredos a serem descobertos, até se chegar ao culpado pelo assassinato. Todavia, Kesley, além de excelente jornalista e de colocar toda sua energia nesse caso, também tenta superar traumas de sua própria vida. Esse é um ponto bem relevante do livro, as dificuldades de falar sobre situações que deixaram marcas profundas, além do medo que possa haver uma repetição do ocorrido.


Cada um se cura em seu próprio ritmo. Alguns refletem mais do que os outros a respeito das coisas que enfrentam na vida. E avaliam esses acontecimentos de maneira distinta. Por fim, Kesley decidiu que selecionará os acontecimentos que moldaram sua vida e definiram sua personalidades. Aquele dia único e terrível não seria um deles.


O livro, não tem uma narrativa pesada, tem uma abordagem bem simples, poderia ter explorado mais dos personagens, com tramas mais envolventes, daquelas que te sugam para a história, pois o que prende a atenção é apenas a  curiosidade de saber quem é o assassino, porém não deixa de ser um bom livro, afinal, Charlie Donlea é o grande homem do suspense, e vale a pena ler seus livros. 


Mas se ninguém lhe diz para sonhar quando você é criança, então você simplesmente atravessa a vida e aquilo que todos fazem, as vezes as coisas que seus pais fazem. [...] Faça o que gosta de fazer. E se você acabar não gostando, faça outra coisa.


Título: A garota do lago

Autor: Charlie Donlea

Editora: Faro Editorial (1ª Ed. 2017)

Páginas: 296

Idade da leitura: A partir de 16 anos


0 Comentários